Aprender a ler os rótulos de alimentos industrializados é uma das atitudes mais proativas que você pode ter em relação à sua saúde.

Como sabemos, nossa qualidade de vida depende em grande parte da nossa dieta, que deve sempre conter alimentos de alto valor nutricional.

Acontece que a correria do dia a dia nos faz optar muitas vezes por alimentos processados e de rápido preparo. Embora saborosos, eles podem esconder vários riscos.

Quer entender melhor a importância de saber ler os rótulos desses produtos e o que observar para ter uma alimentação mais saudável? Vem com a gente!

A organização dos rótulos de alimentos industrializados

Os rótulos dos alimentos seguem uma rígida legislação. Uma das razões para isso é que existem pessoas intolerantes a algum nutriente, como glúten ou lactose.

Outro motivo forte é a necessidade de transparência do direito do consumidor, que deve saber o que está presente na fórmula do produto que ele está comprando.

As normas estabelecem que o tópico “Ingredientes” siga uma ordem decrescente, em que o primeiro item descrito é o de maior quantidade (concentração) no alimento.

Logo, aqui é onde surge um primeiro alerta: antes de comprar, sempre veja qual é o primeiro componente da fórmula.

Quais produtos evitar no supermercado?

É bom evitar alimentos que apresentam gorduras, açúcares, sódio ou conservantes demais, pois eles podem causar prejuízos à saúde ao longo do tempo.

Tente optar sempre por marcas/produtos que tenham no primeiro item o que você está buscando. Se for chocolate, por exemplo, o cacau deve aparecer no topo.

Essas opções tendem a ser mais saudáveis e benéficas para o seu bem-estar e a sua qualidade de vida. Portanto, dê preferência a elas.

O valor calórico e os macronutrientes

Agora que você já sabe observar a quantidade de cada ingrediente no produto, não deixe de prestar atenção ao valor calórico de cada alimento.

É esse controle que determina seu ganho de peso ou sua queima de gordura no final do dia (ou da semana). Então, essa análise pode ser vital para o seu sucesso.

Muitos produtos com rótulos chamativos e voltados ao público fitness são verdadeiras armadilhas calóricas, cheios de sódio ou conservantes para manterem o sabor.

Além disso, é preciso ficar de olho na quantidade dos macronutrientes de cada alimento. Estamos falando de gorduras, proteínas e carboidratos.

Qual a importância dos macronutrientes?

Quase todo produto tem ao menos um desses nutrientes essenciais para o nosso organismo. A ideia é eliminar os que atrapalham a dieta ou reeducação alimentar.

Um exemplo claro são aqueles ricos em gorduras e carboidratos (especialmente açúcares), pois tendem a favorecer o ganho de peso e a perda da definição muscular.

Em contrapartida, os alimentos ricos em proteínas costumam ser ideais para quem deseja reduzir medidas e conquistar um corpo mais musculoso e esculpido.

Obviamente, esses detalhes devem ser apurados com seu nutricionista, que vai orientar você e prescrever uma alimentação adequada para os seus objetivos.

Assim, seguindo todas essas orientações, temos certeza de que você conseguirá ler e desvendar os rótulos de alimentos industrializados sem dificuldades.

Gostou das informações? Compartilhe o post nas redes sociais e ajude outras pessoas a melhorarem seus hábitos alimentares para terem mais qualidade de vida!

Academia Nadarte
Escrito por Academia Nadarte