vida sedentária

Apesar de ser considerado um dos grandes males do mundo contemporâneo, inclusive sendo alvo de diversas campanhas de conscientização, o sedentarismo ainda está amplamente presente em nossa sociedade. Isso ocorre, sobretudo, porque uma grande parcela da população não conhece os perigos de uma vida sedentária.

Na verdade, além da falta de conhecimento, também existem aqueles que permanecem no sedentarismo porque não têm disposição para começar a praticar algum esporte.

Por isso, mostraremos a seguir diversos aspectos sobre o sedentarismo que certamente farão qualquer um se dispor a abandonar definitivamente essa condição.

O que exatamente caracteriza o sedentarismo?

Sedentários são aqueles que não praticam nenhuma atividade física, nem mesmo de maneira pontual. Pessoas que se dedicam a alguma prática esportiva apenas nos finais de semana ou que se movimentam muito no dia a dia, por exemplo, caminhando até o trabalho, não podem ser consideradas exatamente sedentárias.

No entanto, é importante ressaltar que essas atividades eventuais não são eficientes o bastante para evitar problemas de saúde decorrentes da falta de exercícios. Por isso, é essencial praticar atividades físicas pelo menos três vezes por semana.

Quais são as causas mais comuns dessa condição?

São inúmeras as causas do sedentarismo, algumas até bastante subjetivas. A automatização de tarefas antes realizadas manualmente e a indisposição para começar a se movimentar (muitas vezes associada à obesidade) são algumas das principais causas.

Contudo, existem alguns motivos mais efetivos, embora eles não possam ser usados como desculpa para nunca começar a se exercitar — afinal, a saúde deve ser uma das prioridades de qualquer pessoa. Alguns desses motivos são:

  • Falta de tempo
  • Pouco conhecimento sobre os perigos de uma vida sedentária
  • Rotina estressante
  • Uso excessivo de ferramentas eletrônicas (o que acostuma o corpo a ficar parado)
  • Baixa autoestima

Quais são as principais consequências de uma vida sedentária?

As consequências do sedentarismo, além de variadas, são extremamente perigosas. Independentemente de serem óbvias ou quase imperceptíveis, todas elas prejudicam a saúde de maneira permanente. Algumas das principais consequências são:

  • Obesidade
  • Problemas psicológicos
  • Elevação do colesterol
  • Dores nas articulações
  • Fragilização da musculatura
  • Hipertensão arterial
  • Dificuldade para dormir
  • Maior incidência de infartos e AVCs
  • Osteoporose
  • Diabetes

Como vencer o sedentarismo?

A luta contra o sedentarismo é composta por uma série de fatores. No entanto, existem alguns aliados que são indispensáveis na busca por uma vida mais saudável.

Atividades físicas

Os exercícios físicos são os melhores amigos de quem quer abandonar o sedentarismo. Contudo, diferentemente do que algumas pessoas pensam e usam como desculpa para não começarem a se movimentar, praticar atividades esportivas não significa necessariamente adotar uma rotina fitness.

São tantas boas opções para colocar o corpo em movimento que a falta de prática é uma desculpa inaceitável. Alguns dos exercícios indicados para todo tipo de pessoa são:

Na verdade, a modalidade escolhida é apenas um detalhe, já que o que realmente importa é praticá-la de três a seis vezes por semana. Isso já é o suficiente para gerar mais disposição, melhorar o funcionamento do organismo, aprimorar as condições musculares e cardiovasculares e prevenir uma série de doenças.

Alimentação adequada

Uma boa dieta, composta por alimentos capazes de gerar mais energia para o corpo, é algo fundamental para vencer o sedentarismo. Além da eliminação do cansaço, pratos ricos em carboidratos, proteínas, gorduras boas, verduras e legumes geram muito mais disposição, tanto para os exercícios, quanto para as atividades cotidianas.

Fatores geralmente desprezados

Alguns pequenos movimentos realizados no dia a dia, embora sejam quase sempre desprezados, podem ajudar de maneira significativa na luta contra o sedentarismo. Caminhar até o trabalho, subir escadas, deslocar-se a pé até um restaurante próximo ou brincar com os filhos no jardim ou na rua são bons exemplos.

Por todos esses fatores apontados, é possível concluir que uma vida sedentária implica na fragilização constante da saúde. Assim, livrar-se deste mal é essencial para ter um corpo saudável. Além disso, a prática de esportes não só evita doenças, mas também agrega diversos aspectos positivos ao nosso dia a dia.

E então, o texto esclareceu suas dúvidas sobre o assunto e lhe convenceu a abandonar o sedentarismo? Deixe seu comentário abaixo, sua opinião é muito importante para nós!

Academia Nadarte
Escrito por Academia Nadarte