Muitas vezes, em uma rotina intensa, é complicado adotar práticas saudáveis. Porém, algumas metodologias prometem facilitar essa situação — e uma delas é a dieta flexível.

A ideia é se concentrar nos macronutrientes de cada alimento e garantir uma alimentação prazerosa e, ao mesmo tempo, saudável para o seu corpo.

Portanto, se você busca o bem-estar físico e mental, mas também quer ter prazer na hora de sair para jantar ou se divertir com os amigos, a dieta flexível pode ser a solução.

Quer saber mais sobre o que é a dieta flexível e como ela pode ajudar você a conquistar os seus objetivos? Continue a leitura deste artigo e tire as suas dúvidas!

O que é e como funciona a dieta flexível?

A dieta flexível é uma forma de não restringir os alimentos ingeridos pela pessoa e, ainda assim, conseguir alcançar os objetivos traçados por ela, seja emagrecer ou ganhar massa.

A partir da contagem dos macronutrientes de cada alimento — carboidratos, proteínas e gorduras —, é possível determinar o que pode e o que não pode ser ingerido.

Ou seja, alimentos vistos como “vilões” para quem busca emagrecer, por exemplo, acabam se encaixando dentro da dieta flexível.

Como qualquer dieta que tenha restrição calórica, a flexível também ajuda no emagrecimento. Para isso, basta ingerir os macronutrientes de acordo com as suas metas.

Além de contribuir para perder peso, ela permite que você se sinta mais confortável e feliz em busca dos seus objetivos.

O que levar em conta na hora de montar o próprio cardápio?

Quer saber como montar o seu cardápio dentro da dieta flexível? Para ajudá-lo, separamos alguns fatores a serem considerados. Confira!

Defina os seus objetivos

Antes de colocar a dieta flexível em prática, é preciso determinar qual é o seu objetivo: emagrecer ou ganhar massa muscular. Ou seja, defina onde você quer chegar.

Entenda o que são macronutrientes

Os macronutrientes são fundamentais para a dieta e, por isso, é importante entender o que eles são: carboidratos, gorduras e proteínas.

Em outras palavras, são os nutrientes que fornecem energia para o nosso corpo e permitem que você alcance os seus objetivos na dieta flexível, seja emagrecer ou ganhar peso.

Respeite a quantidade diária

Cada pessoa tem a sua quantidade de macronutrientes a ser consumida dentro da dieta flexível — e é fundamental que ela seja respeitada.

Qual é a importância de diferenciar a dieta flexível de “comer tudo”?

O grande objetivo da dieta flexível é, justamente, facilitar a adoção de uma dieta dentro da sua rotina em busca de uma vida mais saudável. Porém, isso não significa extrapolar.

Muitas pessoas acreditam que essa metodologia permite que você coma de tudo um pouco, mas não é assim que funciona: é preciso saber balancear a alimentação.

A dieta flexível busca tornar mais prazerosa uma rotina rígida de alimentação em busca de melhores resultados. Ou seja, permitir uma sobremesa após um almoço ou um jantar mais “relaxado”, por exemplo.

Portanto, muito cuidado para não se acomodar dentro da dieta e acabar extrapolando os limites. Não transforme a liberdade em erros que possam atrapalhar as suas metas.

Como vimos, o objetivo da dieta flexível é facilitar o dia a dia de quem busca uma rotina mais saudável. Afinal, com equilíbrio, é possível juntar prazer e qualidade de vida.

Agora que você já sabe o que é dieta flexível, que tal ficar por dentro de outros conteúdos como este? Curta a nossa página no Facebook e confira outros assuntos relevantes!

Escrito por Academia Nadarte