Tanto a corrida na rua quanto na esteira têm seus benefícios e desvantagens, e o treino mais adequado depende dos seus objetivos com o esporte.

Muitos atletas optam por programar uma rotina que combine as duas modalidades, aproveitando o melhor de cada uma delas.

Neste artigo, você saberá quais são as principais diferenças entre as duas! Confira a seguir:

Corrida na rua: dinâmica para treino de provas


A corrida na rua costuma ser mais dinâmica do que o treino na esteira. Isso porque há a alternância da paisagem e oportunidade de escolher um ponto fixo como meta.

Além disso, há outras possibilidades que fazem o tempo passar mais rápido, como correr em grupo.

Esse é o treinamento adequado para quem deseja melhorar o desempenho e participar de provas.

Correr ao ar livre também permite diversidade aos estímulos do corpo: você pode fazer subidas, descidas e correr por diferentes terrenos.

Ajuda, ainda, a melhorar a sua percepção sobre o seu ritmo, já que você tem controle total sobre a sua velocidade.

Condicionamento físico e impacto nas articulações

Ao correr na rua, a resistência do ar atua no seu corpo, gerando atrito. Por isso, é interessante ter um condicionamento físico desenvolvido.

Também é importante que você se acostume com o asfalto, já que ele tem um grande impacto sobre seus músculos e articulações, maior do que o rolamento da esteira.

Desvantagens

Apesar de correr na rua ser muito prático, algumas dificuldades existem.

Por exemplo, às vezes é complicado encontrar um local seguro para correr, especialmente em cidades grandes e em horários extremos (muito cedo ou muito tarde).

As condições do tempo também podem atrapalhar os corredores, e as irregularidades no asfalto geram riscos maiores de sobrecarga nas articulações. Além disso, é preciso ficar atento ao trânsito.

Corrida na esteira: segura e uma boa opção para iniciantes

Para quem é sedentário ou tem problemas com sobrepeso, o treino na esteira é o mais indicado. Como o impacto é menor, também são menores as chances de acidentes.

Além disso, caso você corra na academia, também pode ter acompanhamento de treinadores.

A esteira oferece um controle exato da velocidade, o que é ótimo para evitar a oscilação do ritmo.

Também existe a possibilidade de você se enxergar correndo, por meio do espelho, o que ajuda a corrigir a movimentação dos braços e pernas.

O fato de ser utilizada em ambientes internos também é vantajoso para fugir dos dias de chuva ou de muito calor.

Sistema de amortecimento

Diferentemente do asfalto, a esteira tem um bom sistema de amortecimento.

É mais indicada para aqueles que sofrem com lesões ou estão se recuperando de algum problema relacionado a elas.

Também traz mais segurança, pois não há problemas com o trânsito, por exemplo.

Uma dica: enquanto você está se adaptando à esteira, o mais indicado é aumentar o tempo e a intensidade da corrida de forma gradual.

Desvantagens

A principal desvantagem de correr na esteira é a pouca variação no percurso, além da limitação do movimento dos braços e da passada.

Outra diferença é que, como as pernas se mantêm muito estáveis, seu corpo não precisa fazer tanta força de propulsão, trabalhando menos diferentes grupos musculares.

Um treino ideal pode combinar as corridas na rua e na esteira.

O importante é experimentar as duas modalidades e saber qual delas se adapta melhor ao seu condicionamento físico, rotina de treino e objetivo final.

E aí, gostou desse artigo? Quer ler mais sobre treinos e exercícios? Aproveite para saber qual é a importância da orientação de um profissional de educação física!

 

Escrito por Academia Nadarte