alongamento e aquecimento

Alongamento e aquecimento. Você sabe a diferença? Quem começa a se exercitar lida com um vocabulário bem peculiar. Nada mais natural, já que são muitas palavras específicas para cada tipo de treinamento, como nome dos aparelhos, movimentação e outros detalhes.  

Dentro desse “glossário” de atividades físicas, estas duas palavras são muito confundidas: alongamento e aquecimento. Você sabe o que elas significam e qual a diferença entre as duas? Descubra na postagem de hoje.

As diferenças entre alongamento e aquecimento

Você provavelmente já ouviu essas palavras, pois elas estão em pauta independentemente da atividade física. Mesmo sendo usadas como sinônimas, as práticas têm objetivos muito diferentes, ainda que as duas sejam feitas antes do “treinamento” em si.

O aquecimento é uma forma de repetição de exercícios que aumenta a circulação sanguínea, preparando o corpo para um exercício mais intensivo. Nesse tempo, a temperatura corporal aumenta muito (justificando o nome da atividade), e é uma ótima forma de lubrificar as articulações e prevenir lesões.

O alongamento, por sua vez, é um movimento mais lento e que tem como objetivo promover a elasticidade máxima do músculo. O objetivo nesse caso não é acelerar o corpo, mas sim exercitar a musculatura, deixando-a mais elástica.

Os exemplos de cada um deles

Se você ainda não conseguiu ver diferença entre eles, é bem provável que um exemplo deixe isso mais claro para você, certo? Uma corrida leve ou alguns exercícios iniciais como girar os braços, fazer agachamentos e flexionar a coluna são ótimos aquecimentos, ou seja, uma forma de esquentar o corpo.

Por outro lado, tentar alcançar os pés, esticar as mãos e ficar na ponta dos pés são exemplos de atividades com foco em alongamento.

Os benefícios do aquecimento

O aquecimento é uma atividade com muitas vantagens para seu corpo. Como ele aumenta o fluxo sanguíneo dos músculos, você consegue otimizar o treino e ter resultados melhores. Essa é uma forma de aumentar a temperatura do corpo e fazer com que você consiga suportar uma carga maior, além de imprimir mais velocidade e força.

Você provavelmente já ouviu falar que com o “corpo quente” fica mais fácil fazer certas atividades. Além disso, ele aumenta a motivação e previne muitas lesões, pois você está “a todo vapor”.

Os benefícios do alongamento

O alongamento também não fica para trás e melhora o seu desempenho também. Ele reduz a dor muscular, acelerando a sua recuperação e até mesmo o funcionamento muscular. Afinal, depois de alongados, fica bem mais fácil trabalhar com amplitudes maiores.

A maneira de realizar esses exercícios

Considerando os mais diversos tipos de treinamentos, o mais comum é iniciar alongando o corpo e depois aquecê-lo. Assim, ele fica preparado para o que vem em seguida, aumentando a flexibilidade e prevenindo muitas lesões e desgastes. As duas práticas podem ser adotadas nas mais diversas situações e até isoladamente.

Agora que você já sabe a diferença entre alongamento e aquecimento, pode adotar as duas práticas frequentemente. Não importa se você é iniciante ou praticante de atividades físicas há anos, o importante é saber as distinções e usar cada uma delas na situação mais propícia.

Se você quer continuar acompanhando nossos conteúdos e dicas, curta a nossa página no Facebook agora mesmo.

Academia Nadarte
Escrito por Academia Nadarte