Você se esforça, vai à academia, tenta se alimentar corretamente e ter um estilo de vida mais saudável. Mas, muitas vezes, não vê os resultados que gostaria. Ou pior ainda: sua saúde e disposição não melhoram como o esperado. Isso tem um nome e é “comer mal”. 

Alguns sinais indicam que você está no caminho errado, mesmo tentando seguir todas as dicas que recebeu à risca. Confira quatro deles e mude seus hábitos para melhor:

1. Você opta por muitos alimentos lights e diets

É comum observarmos pessoas que querem ter uma vida mais saudável optarem por alimentos lights ou diets. Mas a história não é bem assim! Alimentos altamente processados, mesmo aqueles com menos calorias, devem ser evitados e não substituem frutas e legumes do cardápio, viu?

2. Você não tem um cardápio pensado em seus treinos

Praticar atividades físicas é muito importante para quem quer ter uma rotina mais saudável, ganhar qualidade de vida e disposição. Mas os exercícios não devem vir sozinhos. O ideal é que eles sejam acompanhados de uma alimentação correta, indicada para sua necessidade calórica e adaptada à sua rotina.

Para elaborar o cardápio ideal, busque ajuda de um profissional. É ele que vai lhe orientar quanto ao que comer e quando – carboidratos fáceis de digerir, por exemplo, não são seus inimigos e, inclusive, indicados para o pré-treino. 

Além disso, um treino montado especialmente para suas necessidades e condicionamento físico é de suma importância — que tal detonar na musculação?

3. Você come rápido demais

Com a vida atribulada, muitas pessoas não reservam um tempo adequado para realizarem suas refeições e, por isso, acabam comendo no intervalo dos compromissos. Isso pode exigir que a refeição seja feita às pressas, o que é prejudicial para sua saúde. Comer mal também se relaciona à forma como você o faz. 

O processo digestivo começa na mastigação e, uma vez que você não mastigue os alimentos corretamente, todo o restante do processo ficará comprometido. Isso poderá acarretar em ganho de peso, uma vez que o cérebro precisa de pelo menos 20 minutos para processar que você está se alimentando e perceber que está satisfeito. Quando você come devagar, o cérebro tem tempo para computar a ação e indicar saciedade.

4. Você escolhe falsos alimentos saudáveis

Atualmente, com o boom de blogueiras fitness e a busca por um estilo de vida mais saudável, muito se fala sobre alimentação — inclusive, a funcional. Em todos os canais de mídia, é possível encontrar uma dica da moda para emagrecer rápido.

Ao mesmo tempo em que é bom levantar esse tipo de discussão, também pode gerar informações controversas e sem embasamento científico, o que prejudica sua saúde e todo o processo de reeducação alimentar.

Alguns alimentos considerados queridinhos da alimentação saudável podem ser verdadeiras ciladas, como, por exemplo, shakes, sopas de saquinho, sucos industrializados e adoçante. Até a tapioca, que é uma boa opção para pré-treino, pode não ser tão indicada em um café da manhã.

Você se identificou com algum desses sinais? Então, nada de comer mal! Procure a ajuda de profissionais das áreas de nutrição e educação física para ter o suporte adequado e aproveite para assinar nossa newsletter.

Escrito por Academia Nadarte